O turismo, as sandálias, os gelados, os bolos e os rebuçados
O turismo, as sandálias, os gelados, os bolos e os rebuçados

Análise cultural, Análise de bens, Experiência

O turismo, as sandálias, os gelados, os bolos e os rebuçados

O turismo não é, apenas, uma transição entre espaços. Também é uma transição entre tempos e, muitas vezes, um regresso ao passado de cada um.

O turismo não é, apenas, uma transição entre espaços. Também é uma transição entre tempos e, muitas vezes, um regresso ao passado de cada um.

Os centros históricos das cidades europeias estão cheios de turistas. E muitos destes turistas usam sandálias, calções, pequenos bonés e mochilas. Uma das compras mais habituais é a de T-shirts estampadas. As cidades oferecem mil e uma formas de desfrutar de doces, tais como chocolates, gelados, crepes, rebuçados, bolos e tartes. Muitos preenchem os seus dias em trajetos feitos em veículos coloridos, tais como autocarros de dois andares, minicomboios, elétricos coloridos, motas, bicicletas, ferries e bateaux mouche. Muitas destas pessoas preferem viajar em grupo e conhecer as cidades escutando guias turísticos.
Pessoas de calções, bonés, mochilas, a rodearem um guia, a comerem gelados ou a divertirem-se em veículos coloridos é algo próprio, tanto dos turistas, como das crianças. Por isso, este tipo de turismo parece estar a responder a uma motivação pelo regresso à infância.

EmailTwitterLinkedIn